V COLÓQUIO DISCENTE DIÁLOGOS E CONVERGÊNCIAS: “ASSIM OS DIAS PASSARAM, E ESTA ESTÓRIA NÃO TEM FIM”

A abertura do V Colóquio Discente Diálogos e Convergências: “Assim os dias passaram, e esta estória não tem fim”! com a presença de José Bonifácio da Luz, o Mestre Bengala, e a mediação da professora Luciana de Oliveira foi de muita emoção na noite de abertura do evento, dia 29 de março.

O vídeo completo com a mesa de abertura pode ser visto logo abaixo ou na página da PPGCOM/UFMG no Youtube:

José Bonifácio da Luz, o Bengala, é Mestre da Guarda de Congo nos festejos do Reinado de Nossa Senhora do Rosário e Contra-Mestre da Folia de Reis. Bengala também é uma das lideranças da Comunidade Quilombola dos Arturos, em Contagem, Minas Gerais, onde atua na orientação de crianças e jovens na tradição das festas do Reinado da região. Atuou como mestre no Projeto Encontro de Saberes realizado pela Universidade Federal de Minas Gerais, em 2014. Em 2015 integrou, também na UFMG, a disciplina da Formação Transversal em Saberes Tradicionais ‘Ingira de Ingoma: Africanias’, sobre as línguas tradicionais e rituais de herança bantu nos ritos do Reinado. Em 2016, foi mestre da Formação Transversal em Culturas em Movimentos e Processos Criativos, na UFMG, na disciplina ‘Cantos afro-brasileiros dos Arturos’ e em 2017, na Universidade de Brasília, atuou na disciplina ‘Artes e Ofícios dos Saberes Tradicionais’. Em 2019, recebeu o título de Notório Saber pela UFMG, como reconhecimento às suas contribuições para os Saberes Tradicionais.

Luciana De Oliveira é professora, pesquisadora e extensionista associada no Departamento de Comunicação Social e no Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É líder do grupo de pesquisa Corisco – Coletivo de Estudos, Pesquisas Etnográficas e Ações Comunicacionais em Contextos de Risco. É integrante do Comitê Gestor da Formação Transversal em Saberes Tradicionais da UFMG (2014-Atual).Desde 2012, tem trabalhado com o Tekoha Guaiviry Yvy Pyte Y Jere, território retomado do povo indígena Kaiowá, com projetos e produções em cinema, artes visuais, ambientes digitais e editoriais. É organizadora, junto com o casal de xamãs Valdomiro Flores e Tereza Amarília Flores do livro Ñe’e Tee Rekove/Palavra Verdadeira Viva (2020) e co-autora do livro-objeto Tee/Descendentes (2020) com Paulo Nazareth.

Sobre o Cóloquio Discente PPGCOM-UFMG

Convidamos a todes a acompanhar a quinta edição do Colóquio Discente PPGCOM-UFMG Diálogos e Convergências! O evento acontecerá de 29 de março a 01° de abril, na abertura do primeiro semestre letivo de 2022. Confira AQUI o Caderno de Resumos.

O Colóquio Discente é uma valiosa oportunidade para o conhecimento das produções científicas desenvolvidas nas quatro  linhas de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da UFMG, possibilitando às pesquisadoras e aos pesquisadores o estreitamento de laços e estabelecimento de diálogos. Sua proposta é favorecer um espaço acolhedor para as trocas acadêmicas, bem como possibilitar a divulgação das pesquisas, em andamento ou concluídas, de discentes e egressos do PPGCOM UFMG.

Esta  edição tem como tema “Assim os dias passaram, e esta estória não tem fim”, frase de autoria do professor e artista plástico Jaider Esbell, falecido em novembro de 2021. Em “Terreiro de Makunaimî”, o artista Makuxi escreve sobre ressignificar e decolonizar Macunaíma. O herói sem nenhum caráter de Mário de Andrade é uma das obras de maior expressão do Movimento Cultural de 1922, que, em 2022, chega ao seu centenário. A proposta do V Colóquio Discente é pensar e valorizar saberes e práticas decoloniais, convidando a comunidade acadêmica a pensar a sociedade a partir de outras perspectivas e instigando uma reflexão sobre o compromisso ético das pesquisas em Comunicação. Qual é o nosso papel, enquanto pesquisadores, na construção de novas percepções de mundo?

A frase de Esbell também está em consonância com o contexto histórico e social atual. Em um cenário pandêmico e de crises diversas, fomos intimados a ressignificar nossos dias e estabelecer novas relações com o tempo e o espaço.  Mas a história segue em constante construção ― e nossas pesquisas trazem marcas de seu tempo.

Em breve divulgaremos mais informações sobre o evento. Para ficar por dentro das atualizações, nos acompanhe aqui no site e nas nossas redes sociais, indicadas abaixo.

Instagram

Facebook

search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close